Home VeganismoAlimentação Saudável Como é a deficiência de vitamina B12 e como me tratei

Como é a deficiência de vitamina B12 e como me tratei

Escrito por Ludmila Alves 15 de janeiro de 2018
Como é a deficiência de vitamina B12 e como me tratei

ATENÇÃO: meu relato não substitui a necessidade de ir ao nutricionista ou médico para avaliar seu nível de B12 e, principalmente, para prescrever a dose correta da vitamina.

Esse é um dos posts mais importantes que escrevo aqui. Tive deficiência de vitamina B12, demorei um pouco a saber que era isso, tive sintomas que não conhecia, sofri de um tipo de cansaço extremo e me senti sem forças para levantar! Foi péssimo vivenciar essa carência nutricional e a minha intenção aqui é informar para que você não passe por isso.

Com a informação que eu tinha até então, me preocupei em evitar uma possível anemia por falta de ferro e em não deixar que faltasse proteína. Sabia da existência da B12, minha nutricionista, inclusive, já tinha prescrito suplementação pra mim e também sabia que ela só estava presente em produtos animais. Mas eu não sabia que eu deveria estar muito atenta  a essa vitamina e o quão prejudiciais são os sintomas da deficiência de vitamina B12.

Não quero desincentivar ninguém a ser vegano, vegetariano ou a reduzir produtos animais, gente! Apenas quero que essa informação chegue a todos para que ninguém passe pelo que passei e desista da causa por falta de informação transparente e de qualidade.

Dito isso, conto agora como é a deficiência de vitamina B12 na prática: por que ela aconteceu comigo apesar de todos os cuidados com a minha alimentação, os sintomas e como eles se manifestaram em mim, como me recuperei e como cuido disso hoje.

Aproveitem a leitura, compartilhem com quem precisa e sempre falem sobre isso com seu nutricionista ou médico! Só eles podem dizer se você precisa suplementar ou não.

– A deficiência de vitamina B12 na prática: O que eu senti e como descobri a falta dela

 

A Vitamina B12: o que você precisa saber sobre ela

Essencial no nosso organismo, a vitamina B12 (ou cobalamina) é utilizada nas nossas funções neurológicas e na formação das hemácias principalmente.

Para informações mais detalhadas sobre as funções da vitamina B12 em nosso organismo, confira este artigo no site do Dr. Dráuzio Varella.

Outro conteúdo que recomendo é a série de vídeos sobre a B12 feita com o Dr. Eric Slywitch.

É relevante ressaltar que não há vitamina B12 de fontes seguras (suficientes) nos vegetais. Ela está presente nas carnes, leites e ovos e é sintetizada por bactérias presentes no sistema digestório dos animais.

 

deficiência de vitamina B12

As vacas produzem a B12 em seu processo digestório, já que as bactérias produtoras da levedura vivem ali.

 

De fato, essas bactérias estão presentes em nosso intestino e são capazes de produzir a B12. Porém, elas ficam no intestino grosso, onde produzimos o que será descartado (fezes 💩, não queria usar essa palavra aqui 🙊, rs) e não absorvemos mais nada. Por isso, precisamos de ingestão de B12!

 

 

Toda vez que você ver alguém falando que “a natureza nos dá tudo” ou “é possível obter tudo de fontes vegetais”, abra um parênteses para a vitamina B12. De certa forma, ela vêm da natureza, mas precisa passar por um processo de cultivo para nascer. As pessoas precisam saber e cuidar disso!

 

Qual é a causa da deficiência de vitamina B12?

Segundo o Dr. Eric Slywitch, a quantidade de B12 em nosso organismo depende mais do metabolismo de cada um do que da ingestão.

Isso deixa claro que a deficiência de vitamina B12 é causada por fatores individuais e onívoros, vegetarianos ou veganos podem sofrer com isso. Além da necessidade de suplementação, outros fatores precisam ser observados para que essa vitamina não falte.

Quando é dito que a quantidade de cobalamina no nosso corpo depende do metabolismo, lembre-se que isso se refere à absorção desse nutriente através da digestão. Para que isso aconteça, é preciso que nosso estômago tenha uma quantidade suficiente de ácido e que o fator intrínseco (a molécula que vai carregar a B12 para os receptores) leve a vitamina até o intestino direitinho.

Se esses 2 elementos não estão em quantidades suficientes dentro da gente, a B12 não é bem absorvida. Inclusive, a falta do fator intrínseco tem até nome: é a anemia perniciosa.

Além disso, o aumento do açúcar no sangue, o estresse e a falta da própria vitamina também reduzem a absorção da B12.

Para quem quer uma explicação mais aprofundada, científica porém didática, veja o vídeo do Dr. Eric (a.k.a. o médico dos vegetarianos 🍃💚):

 

 

É interessante notar que existem fatores que contribuem para um uso mais rápido das nossas quantidades de vitamina B12. Quem precisa muito da atenção e concentração no trabalho, como eu que passo o dia lendo no computador, “queima” a B12 mais rápido, o que gera mais necessidade de atenção ainda!

 

Os sintomas da deficiência de vitamina B12

É bem difícil diagnosticar a falta de B12 pelos sintomas que ela apresenta, afinal, eles não são específicos e podem ser facilmente confundidos com estresse e depressão. Os mais aparentes são:

  • Exaustão crônica
  • Fraqueza física
  • Esquecimento
  • Problemas do sono
  • Falta de concentração
  • Tonturas
  • Nervosismo
  • Formigamentos fácil em membros inferiores
  • Irritabilidade
  • Comprometimento de memória
  • Depressão
  • Comprometimento na produção de hemoglobina: as células vermelhas ficam grandes e seguem lentamente pelos vasos, gerando a anemia megaloblástica

Para comprovar que alguém tem, de fato, uma deficiência de vitamina B12 é preciso fazer um exame de sangue que verifica a B12 e outros nutrientes associados a falta dela, como as hemácias (para avaliar o tamanho delas). Por isso, essa avaliação precisa ser feita por um profissional de saúde, seja um médico nutrólogo ou nutricionista, que preferencialmente lide com pacientes vegetarianos e veganos.

A vitamina B12 é considerada em quantidades normais entre 211 a 911 pg/ml. Porém, níveis acima mas ainda próximos ao 211 pg/ml podem fazer com que os sintomas apareçam. Além disso, estudos apontam que 300 pg/ml deve ser o limite considerado normal e seguro, como você pode ler aqui.

 

A deficiência de vitamina B12 na prática: O que eu senti e como descobri a falta dela

Já fazia algum tempo que eu estava me sentindo cansada como nunca estive antes na minha vida. Foi assustador! Estava dormindo a mesma quantidade de sempre, me alimentando normalmente, mas ficava exausta não somente no sentido físico, mas no mental também.

Desde agosto, quando mudei de trabalho, percebi que não conseguia me concentrar, nem elaborar os projetos que precisava fazer, algo que tenho experiência e sei fazer bem. Achei que era falta de sono e estresse em excesso. Mas houve um dia que eu estava tão aérea, tão desligada de mim e tão fisicamente cansada que eu tive que ir embora do trabalho para casa.

Esse cansaço mental só piorava. Passei a chegar do trabalho e deitar no sofá por não conseguir nem pensar no que fazer! Mal conseguia fazer esportes ou ter força de vontade e meus esquecimentos ficaram muito frequentes (esqueci a chave do lado de fora da porta do apartamento 2 vezes em uma semana). Sem contar o quanto eu estava irritada, sem paciência e grossa com as pessoas.

Agora que estou bem consigo ver o quanto essa fase foi ruim e muito difícil pra mim. Eu estava tão debilitada em termos de concentração e memória que nem procurava mais soluções, sem contar que ainda achava que era estresse.

Além disso, como o nível do meu trabalho caiu e eu não conseguia ter foco em nada, minha auto estima foi lá pra baixo. 😥 Me perguntava onde eu fui parar, onde estava a outra versão de mim que era super dedicada e produtiva.

Até que houve um final de semana que eu só consegui ficar deitada, sequer podia pensar no que fazer. Assustador! Sabia que não poderia continuar daquele jeito.

 

O diagnóstico na nutricionista

Meus suplementos tinham acabado há um mês ou mais e eu sabia que talvez poderia ser falta de nutrientes e não somente o estresse. Tinha lido bastante sobre fatiga crônica e, assim, soube que uma das causas é a falta de B12, mas não assumi que poderia mesmo ser isso.

Ao olharmos meus exames de sangue, até a nutri assustou: minha B12 estava em 269 pg/mol, bem próxima ao limite mínimo de 211 pg/mol. Voltamos com a suplementação em dosagem máxima possível em cápsulas.

Já faço acompanhamento nutricional há mais de 3 anos e desde o início a B12 foi um alerta, já que eu tinha as hemácias bem grandes. O que eu não sabia é que elas poderiam me causar cansaço e que essa falta da vitamina causaria a perda da minha capacidade mental plena.

Nesse tempo de acompanhamento, era sempre a mesma coisa: ficava um mês sem suplementos e a B12 caia. Então, sim, em termos individuais sou uma pessoa que queima a vitamina B12 muito rapidamente mas sem problemas de absorção (afinal, ela sempre sobe quando eu suplemento).  

Essa é uma característica individual minha, mas quero usá-la para um alerta. Não espere ficar ruim como fiquei e negar a situação até prejudicar seu trabalho e a relação com as pessoas próximas por causa desses sintomas.

O veganismo e até o vegetarianismo tem um propósito mas trazem, sim, esse problema na vida de algumas outras pessoas. Tem gente que fica muito tempo vivendo bem sem suplementar, outros não. Então, descubra o quanto antes sobre essa sua individualidade.

Cuidar disso muito bem, entender como seu corpo funciona e do que você precisa é essencial para você continuar no caminho que escolheu.

 

Como é o tratamento da deficiência de vitamina B12

Quando se trata de nutrientes muito essenciais pro nosso corpo, esperar resultados com a alimentação é muito lento. Nesse contexto, o tratamento para a deficiência de vitamina B12, como de outras carências alimentares, exige a suplementação que pode ser por:

  • Via injetável: por injeções com altas doses de cobalamina. Sobe os níveis da vitamina bem rápido mas desse modo a B12 também desce rápido, sendo, portanto, recomendada pelos médicos somente em casos emergenciais quando a pessoa apresenta déficits neurológicos;
  • Via oral: doses altas são utilizadas, os níveis de B12 no sangue levam mais tempo para subir mas ficam mais estáveis. É usada na maioria dos tratamentos e pode ser por capsulas (meu caso) ou gotas.

Vale lembrar que por determinações legislativas, nutricionistas podem prescrever doses orais diárias de até 1000 mg. Se isso não for suficiente e os sintomas persistirem, você deve ir ao médico.

E o tempo de tratamento depende da reação de cada um em resposta a ele, mas normalmente segue até que os níveis da B12 cheguem a 500 pg/ml. Depois disso, há a suplementação de manutenção, que não pode ser abandonada.

Quer saber mais sobre os custos de uma dieta livre de produtos animais? Confira o post “É caro ser vegano?”

Fontes de vitamina B12 na alimentação vegana e vegetariana

Como dito por aqui, a B12 existe naturalmente nas carnes, leites e ovos. Mas por ser produzida por bactérias é possível produzi-la e acrescentá-la em alimentos que consumimos.

Leia também 12 motivos parar não tomar leite de vaca

A seguir, listei as fontes de B12 adicionada mais comuns que encontramos por aí e que são seguras para veganos e vegetarianos:

  • Suplementos: produzidos em laboratório, podem ter uma combinação de outros nutrientes para garantir a absorção da vitamina B12. Devem ser prescritos pelo nutricionista ou médico e é importante pedir que sejam veganos, pois do contrário, as cápsulas podem ser de gelatina.
  • Nutritional Yeast: ele é a levedura de cerveja (fermento inativo) e pode ser usado como tempero em receitas. Além da B12, contém proteínas e vitaminas e você o encontra em algumas lojas virtuais de produtos veganos como a VeganWay, CasaVeg e no Mercado Livre. Enquanto aqui a levedura custa mais de R$ 40,00, nos Estados Unidos você tem acesso às melhores marcas a partir de U$ 5,00.

 

Esse é o nutritional yeast (ou levedura de cerveja), que além de ser um suplemento de vitamina B12, é usado para dar sabor de queijo a receitas.

 

  • Proteína enriquecida com B12: Existem proteínas isoladas veganas com B12 adicionada como a da Rakkau Brasil. A quantidade contida em uma dose (dois scoops) contém todo o valor diário recomendado.

Infelizmente, ainda não são muitas as fontes de B12 para veganos e vegetarianos 😦. Então é essencial você escolher aquela que consegue consumir com frequência para garantir bons níveis dessa vitamina, ajudando seu organismo nas funções neurológicas e sanguíneas essenciais.

Como sempre digo, informação é tudo para que façamos as melhores escolhas pra gente!

 

Vamos falar mais sobre B12!

Esse estava entre os posts que eu mais precisava escrever aqui em nome da informação que precisamos para viver muito bem independemente das nossas escolhas alimentares. Somente se formos saudáveis e tivermos energia é que iremos conseguir mudar o mundo, não é mesmo? 🙂💚

Minha intenção hoje foi contar aqui o que nunca tinham me contado antes. Nem na nutricionista, nem nos conteúdos dedicados a falar sobre o veganismo. Por que isso acontece?

Quando tive um episódio de extrema exaustão por falta de B12, perguntei a uma das pessoas que produzem conteúdo informativo em um perfil do Instagram porque ainda se fala tão pouco da B12, essencial para nós humanos, e da deficiência da vitamina B12, uma das piores coisas pelas quais podemos passar (precisei viver isso na pele para entender). A resposta que tive foi que veganos e vegetarianos já são muito cobrados pelos nutrientes que ingerem.

Concordo! Quem faz opções alimentares diferentes vai receber questionamentos sempre. Mas precisamos ser transparentes ainda mais quando falamos com pessoas que querem se tornar veganas ou reduzir produtos animais. Ainda não entendi porque B12 é um assunto polêmico e pouco falado.

Pela informação e para que as pessoas busquem o que precisam para ter uma excelente qualidade de vida, quando estou falando sobre reduzir o consumo de derivados animais, sempre digo que na alimentação é preciso acompanhar a B12 como prioridade número 1! Afinal, ferro e proteínas estão presentes de forma natural nos vegetais.

Assim, instigo aqui que todos nós falemos mais sobre a B12 e a importância de nos cuidarmos para termos uma vida saudável e inspirar mais pessoas a terem uma forma de se alimentar sustentável e que não explora os animais.

 

Ficou com alguma dúvida? O que pensa a respeito? Deixe seu comentário!

 

Facebook Comments
43 Comentários
1

veja também

43 Comentários

Fernanda 11 de maio de 2018 - 21:22

Oi Ludmila, tudo bem?!
Lendo a matéria, percebi que muito provavelmente estou sofrendo com a deficiência da B12. Passei por um período de mudanças, nos últimos meses e acabei relaxando na alimentação.
Não adianta, nesse estilo de vida que levamos, qualquer deslize compromete a nossa saúde!
Qual o suplemento em cápsulas que tu utiliza?
Obriga! Abraço..

Reply
Ludmila Alves 13 de maio de 2018 - 09:12

Oi, Fernanda!
Se está desconfiando estar com deficiência de B12, procure um nutrólogo ou um nutricionista o quanto antes. Somente através de exames, eles podem dizer que tipo de suplemento você vai tomar porque, dependendo de quanto você precisa, a forma muda! Pode ser cápsula, injeção ou líquida.
Já suplementei com cápsulas manipuladas e agora uso o spray sublingual para manter os níveis bons, tudo recomendado pela minha nutri!

Abraço!

Reply
Marco Antonio 16 de agosto de 2018 - 19:48

Ola. Você ficou com sequelas? Quanto tempo para o diagnostico desde os primeiros sintomas?Qual taxa de b 12 estava no primeiro exame para diagnostico da carência? Obrigado.
Estou com mielopatia tomo b12 a quase dois anos e quase nada muda é difícil foi por uso de anti ácido. Só 6 meses pepsamar.

Reply
Ludmila Alves 26 de agosto de 2018 - 20:19

Oi, Marco.
Não fiquei com sequelas e nunca ouvi dizer que alguém com a B12 baixa tenha ficado!
A falta de B12 pela baixa ingestão dessa vitamina é resolvida facilmente com a suplementação.
Como no seu caso há a interferência da mielopatia, sugiro que converse com quem já tenha passado por isso.

Reply
Murilo 3 de outubro de 2018 - 17:47

muito bom seu artigo parabens sucesso Total

Reply
Ludmila Alves 4 de outubro de 2018 - 23:24

Oi, Murilo!
Obrigada. Espero que o artigo tenha sido útil 🙂

Reply
Vanessa 8 de novembro de 2018 - 17:03

Boa Tarde Ludmila, pode me passar o contato da sua nutricionista? Obrigada

Reply
Ludmila Alves 10 de novembro de 2018 - 14:10

Olá, Vanessa!
Enviado por email 😉

Reply
Marli Rocha 14 de novembro de 2018 - 09:09

Fiz exame de sangue, e deu falta de vitamina B12 . Estou tomando enjecoes por três meses, já tomei a segunda.
É um cansaço fora do normal na mente e no corpo.
Não sei como prosseguir , não gosto de leite, como carne mais não muito.
Só tenho vontade de dormir.

Reply
Ludmila Alves 19 de novembro de 2018 - 18:08

Sei como é difícil, Marli!
Eu não consumo leite, derivados ou carne e tomo B12 em gotas.
Fale pro seu médico que está demorando melhorar!
Quando comecei o tratamento tomava cápsulas e logo voltei ao normal.
Melhoras!

Reply
Clélia 28 de novembro de 2018 - 21:29

Meu exame de B12 deu 409,0 pg/ml e acido fólico 5,21 ng/ml ..Será que está bom ? Sinto muito cansaço e esgotamento .

Reply
Ludmila Alves 29 de novembro de 2018 - 21:38

Oi, Clélia!
Bom, se você sente muito esgotamento já tem um problema aí.
Mas se esses números estão bons, só um médico pode dizer.
Como contei, quem resolveu meu problema mesmo foi uma nutróloga especialista em alimentação vegana.
Procure um médico apto a te ajudar!
Espero que fique bem 🙂

Reply
Marcia 4 de dezembro de 2018 - 20:04

Oi Ludmila, muito obrigada por compartilhar sue experiência.
Eu, depois de vários meses com fadiga, problemas para me concentrar no estudo, dores no corpo, dormência nas mãos e formigamento nos pés, fiz o exame de vitamina b12 e o resultado foi 288 pg/mol. Queria saber como você fez o tratamento (as doces de vitamina b12 que a nutricionista indicou) e quanto tempo demorou em melhorar.

Reply
Ludmila Alves 11 de dezembro de 2018 - 16:27

Oi Marcia!
Em menos de 1 mês eu já estava bem, mas a dose foi a mais alta possível.
Nutricionista tem um um limite para indicar. Daí tomei essa dose alta por uns 3 meses e, depois, ajustamos para uma dose de controle.
Desde então, tomo B12 em gotas diariamente.
Abraço.

Reply
Lisboa 8 de dezembro de 2018 - 00:19

Olá, vc poderia me passar o contato da sua nutricionista? Obrigada!

Reply
Ludmila Alves 11 de dezembro de 2018 - 16:24

Oi!
Te mandei por e-mail.

Reply
Kaira 12 de dezembro de 2018 - 16:09

Olá Ludimila adorei sua post.. então estou recentemente com diagnóstico de falta de vitamina B12..na verdade está até difícil escrever sobre minha experiência..pois perdi um pouco minha parte cognitiva e tenho esquecimento.os sintomas da doença em mim são: formigamento no corpo todo . esquecimento.. dificuldade na fala . temperatura do corpo caia muito..a cerca de 20 dias descobrir a doença..já fiz tomografia… ressonância.. todos os exames possível .. agora vou fazer a endoscopia digestiva para saber se tenho o tal fator intriseco..pois já tomei 5 injeções de vitamina B12 citoneurim..e a minha absorção está pouco.

Reply
Kaira 12 de dezembro de 2018 - 16:13

Continuo a história .no começo da doença a taxa era de 157 o déficit de vitamina B12 agora subiu para 358 o médico ainda acha baixo..mas a minha pergunta é quanto tempo demorará para os sintomas pararem..pois tinha uma vida muito ativa e agora não consigo fazer nada..

Reply
Ludmila Alves 13 de dezembro de 2018 - 16:50

Oi, Kaira!
Os sintomas são bem chatinhos mesmo. No nível que eu estava quando descobri deficiência de B12, que era 214 se não me engano, tive muita falta de concentração. Não apresentei todos os sintomas que você teve, mas imagino como deve estar ruim pra você. Desejo melhoras!
Como expliquei, meu tratamento começou com doses bem altas de B12 em cápsulas. Em um mês eu já estava bem e atualmente meus exames comprovam isso.
Como seu caso tem mais sintomas e o tratamento foi outro, vale perguntar pro seu médico quanto tempo deve levar.

Em abraço. Fique bem!

Reply
Lissa 3 de janeiro de 2019 - 10:28

Oi querida!!
Parabéns pelo artigo!!
Poderia me passar o contato da sua Nutri, fazendo o favor!
Obrigada!!

Reply
Ludmila Alves 9 de janeiro de 2019 - 23:18

Te mandei por e-mail, Lissa.
Continue acompanhando o blog 🙂
Beijo

Reply
Michelli 20 de janeiro de 2019 - 22:43

Boa noite. Estou com a b12 de 212 e estou mal levantando. Ta horrível, alem disto anemia ferropriva. Fiquei sabendo pelo site da deficiência de b12 e seus sintomas,

Reply
Ludmila Alves 24 de janeiro de 2019 - 09:41

Oi, Michelli!
Então, procure um médico ou nutricionista para te orientarem na suplementação dessa vitamina.

Reply
juvenal 26 de janeiro de 2019 - 10:30

Ola Ludmila…
Poderia me dizer qual a marca das capsulas e a sublingual…
Agradeceria

Reply
Ludmila Alves 26 de janeiro de 2019 - 20:00

Oi Juvenal! Eu sempre mandei manipular.
Abraço

Reply
Renato 21 de fevereiro de 2019 - 00:27

Oi Ludmila sou vegano também a anos e nunca me preocupei com a b12 meu último exame deu 129 depois caiu para 50 fui ao.medico estou repondo doses injetáveis de 5000 por semana durante 4 semanas ,mais não tive muitos sintomas aparentes gostaria do e-mail da sua nutricionista grato.

Reply
Ludmila Alves 21 de fevereiro de 2019 - 13:47

Oi, Renato!
Por isso que a B12 vale ser observada desde o início da alimentação vegana.
Uau! Mas sorte a sua não ter apresentado sintomas.
E te mandei os contatos por e-mail 🙂
Abraço

Reply
Beatriz 1 de abril de 2019 - 10:32

Oi Ludmila! Primeiro quero agradecer pelo depoimento. Comecei com muita fraqueza, cansaço, falta de ar, irritabilidade, insonia. Depois de fazer vários exames descobri que estava com a vitamina b12 baixa há mais de 1 mês (valor de 197), porém o médico que pediu o exame falou que não estava baixa o suficiente para suplementar, tive q insistir para ele me prescrever a citoneurim de 5000 mcg. Tomei 3 ampolas em intervalos de 2 dias, porém, passei muito mal com a citoneurim (insonia, diarreia). Parei com a citoneurim. O que fez mais efeito foi a sublingual de 1000 mcg 2 x ao dia. Mas, ainda estou com fraqueza e mal estar. O pior é encontrar médicos q consigam tratar. Por favor, se puder me passar o nümero da nutróloga e onde ela atende. Gratidão por compartilhar!

Reply
Ludmila Alves 5 de abril de 2019 - 13:57

Olá, Beatriz!
Pois é, poucos médicos estão preparados a lidar com isso.
Vou enviar o contato da minha pelo seu e-mail.
Espero que fique bem!

Reply
Luíza 5 de abril de 2019 - 12:41

Oi Ludmila, encontrei seu site procurando sobre vitamina B12 na internet e gostaria de agradecer pelo seu relato, que me ajudou e ajuda muita gente! Eu sou vegetariana há 10 anos, dava uma acompanhada de vez em quando no ferro mas nunca me atentei à B12 de fato. Consumo ovos e queijo e achei que apenas os veganos deviam se preocupar. Eu sofro já há alguns anos de dificuldade de concentração, esquecimentos, fadiga, mas, apesar de me sentir extremamente mal às vezes, pensava que eram características da minha personalidade. Quando resolvi medir a B12, estava a 80 e fiquei em choque. Ao mesmo tempo parecia que tudo fazia sentido, os sintomas, tudo! Recebi uma prescrição com um ciclo de 6 semanas de injeção de citoneurin e estou otimista que minha qualidade de vida vai melhorar muito!
Abraço!

Reply
Ludmila Alves 5 de abril de 2019 - 13:56

Luíza, olha como compartilhar experiências é mágico!
Recebo muitas mensagens como a que você me mandou agradecendo por esse clique já que pocuo se fala da B12, né? Quando nos tornamos vegetarianos, a primeira coisas que ouvimos é “e as proteínas?”, bem como o “você vai ficar anêmica”.
Fez uma diferença enorme pra mim ter me dado conta sobre a B12 e a importância de mantê-la acima de 500 (segundo minha nutróloga). Por isso, faço questão de detalhar a divulgar esse relato 🙂
Você vai ficar bem, Luiza!

Reply
Habren 9 de abril de 2019 - 10:37

Olá Ludmila!

Obrigada por partilhar sua experiência, você continua sendo vegetariana/vegana?
Após 5 anos de alimentação vegetariana sem nenhuma deficiência (exames todos ok) comecei a sentir a maioria dos sintomas de carência b12 após ter me mudado para o exterior e a alimentação bagunçou toda. Faz 1 ano que não fiz nenhum exame pra confirmar ainda, mas tenho quase certeza que estou sofrendo de carência da vitamina b12.
Você aconselha passar por um nutricionista antes ou eu posso comprar um suplemento?

Obrigada

Reply
Ludmila Alves 11 de abril de 2019 - 15:25

Olá, Habren!

Continuo sim. Não como qualquer tipo de carne, leite ou derivados, mas ocasionalmente como ovo caipira (desde que eu possa comprovar a procedência). Vale lembar que tomo 2 gotas de B12 todos os dias.

E, Habren, é essencial você passar por um nutricionista ou nutrólogo. Indico que procure profissionais aptos a atenderem veganos e vegetarianos. Somente eles podem:
– conferir qual é seu nível de B12;
– definir a dose ideal pra você;
– ajustar a dose de B12 diária.

Quando a dose estiver ajustada, aí sim você não precisa mais se preocupar.

Espero ter ajudado 🙂

Reply
Carolina Leão 13 de abril de 2019 - 11:50

Muito obrigada pelo seu relato, estou com sintomas físicos parecidos e cheguei a pensar que estava com depressão tb, Consultei um médico e acabei de fazer uns exames, tudo normal exceto a B12 que está 217. Resolvi pesquisar para ver se tinha relação com meus sintomas, e encontro seu relato! Não sou vegetariana, mas agradeço por compartilhar sua experiência, vou tentar começar a suplementar o mais rápido possível!

Reply
Ludmila Alves 18 de abril de 2019 - 19:46

Bom saber que pude ajudar, Carolina!
Fique bem 🙂

Reply
Paula 17 de abril de 2019 - 10:12

Parabéns pelo artigo, Ludmila! 👏👏👏
Muito esclarecedor e com certeza irá beneficiar muitos de nós veganos e vegetarianos!!!

Reply
Ludmila Alves 18 de abril de 2019 - 19:48

Oi, Paula!
Escrevi ele poque, como já tive falta, percebi que é um assunto pouco falado. Vegetarianos e veganos são incentivados a se preocuparem primeiro com as proteínas e o ferro, mas o que de fato não tem em fontes vegetais é a B12.

Reply
Mari 30 de abril de 2019 - 17:38

Muito obrigada por isso! De fato não se vê quase informações e relatos sobre a b12, principalmente quando diz respeito a carência dela. Meu exame deu 212 em janeiro e comecei a suplementar agora em abril, depois de ir na nutri (ela também me passou cápsulas manipuladas com a dosagem máxima que nutricionistas podem prescrever, 1000mcg). Na receita ela pediu pra que fosse manipulado Ácido Fólico junto a b12 (confesso que não procurei saber melhor o por quê, mas acredito que tenha a ver com uma melhor absorção da b12). Minhas principais queixas são sonolência excessiva, problemas de memória e concentração. Ah e também tenho dores de cabeça com bastante frequência. Espero que esse nível suba logo!
Ah e é legal chamar atenção pra na hora de solicitar os suplementos, garantir que nenhum componente é de origem animal pois muitas farmácias de manipulação não possuem b12 sintética.

Reply
Ludmila Alves 3 de maio de 2019 - 09:42

Oi, Mari! Falta muita informação ainda e muito obrigada por também ter compartilhado a sua!
Quanto à questão da cápsula, bem lembrado! Temos que garantir que sejam veganas também.
Abraço

Reply
Val 6 de maio de 2019 - 12:17

Bom dia! Maravilhoso seu post! Também fui diagnosticada bom baixa de b12, cromo e ferritina. Esses dois últimos já recuperados, continuo em tratamento para b12. Saí dos injetáveis e estou com o sublingual diário. Mas confesso que isso mexeu com meu emocional. Às vezes me sinto triste, com medos e incerta do futuro. Aguardo ainda os resultados de gastrina e fator intrínseco e células parietais. Tomei calmantes naturais, mas me causaram dores de cabeça muito fortes e me deixavam mais triste. Quando estou com a cabeça focada em atividades, fico bem. Mas se páro, vêm pensamentos negativos que me incomodam, pois sempre fui muito forte e ativa. Não sinto mais cansaço, estou com a energia recuperada. Mas o mental/emocional me incomodam ainda. Será que esses sintomas também desaparecem com o tempo? Li em outro artigo que em casos mais graves a baixa de b12 pode provocar confusaõ/alteração mental e me preocupou.
Muito obrigada!

Reply
Ludmila Alves 10 de maio de 2019 - 10:05

Oi, Val!
Só posso dizer da minha experiência, tá? Comigo, como conto no post, fiquei MUITO pra baixo, mas com a suplementação, tudo passou, mesmo!
A energia vai voltando, os pensamentos vão clareando. Mas senti que eu precisei re-aprender a focar (trabalho pesquisando e escrevendo, então, preciso me concentrar muito!).
Mas posso dizer que sim está tudo bem e voltei ao normal. E na época mais baixa, minha B12 chegou a ficar 214.
Mas pelo que noto cada um corpo reage de um jeito. Conheci recentemente uma pessoa que já teve confusão mental (via vultos) quando estava com a B12 baixa. Por isso, precisamos cuidar mesmo!

Reply
Mariana 11 de maio de 2019 - 20:07

Olá, tudo bem? Uma dúvida….
Quem tem falta de vitamina B12 obrigatoriamente tem anemia Tb?

Reply
Ludmila Alves 13 de maio de 2019 - 08:34

Oi, Mariana!
Obrigatoriamente, não.
Dependendo dos níveis de B12, sua baixa pode causar um tipo de anemia chamada megaloblástica. Essa anemia ocorre porque, com pouca vitamina B12, as células do sangue ficam grandes e passam a caminharem mais devagar, levando menos oxigênio do que a pessoa precisa.
Sugiro que pesquise sobre essa anemia.

Abraço.

Reply

O que achou? Deixe seu comentário