Home Veganismo Qual a Diferença Entre Vegano e Vegetariano?

Qual a Diferença Entre Vegano e Vegetariano?

Escrito por Ludmila Alves 13 de setembro de 2018
Qual a Diferença Entre Vegano e Vegetariano?

“Mas você é vegana ou vegetariana? ” É uma das perguntas que mais ouço!  E a resposta não é uma dessas alternativas, mas uma breve explicação do que eu não como, não uso e não compro.

Nesses momentos é que noto como as pessoas têm uma ideia desatualizada sobre as diferenças  entre vegano e vegetariano. A maioria delas, acredita que o vegetariano é aquele que não come carne (e, às vezes, come peixe 😨), enquanto o vegano é quem não ingere nada de origem animal, excluindo carnes, leite e derivados e ovos. Estas ideias são equivocadas!

Calma! Eu sei que essa informação pode ter dado um nó na sua cabeça, porém esse problema de entendimento acontece com todo termo que vira tendência, já dizia meu professor de ética. É o caso do termo “vegano”.

Para acabar com as suas dúvidas e te ajudar a conhecer o que realmente representa cada uma dessas palavras, explico aqui as diferenças entre vegano e vegetariano, além de falar de outras vertentes: flexitarianos, plant-based e crudívoros.

Está imperdível!

O veganismo como movimento: a origem

– Outras vertentes similares:

  1. flexitarianos
  2. plant-based
  3. crudívoros

Para ir direto ao tópico de interesse, é só clicar em um dos títulos acima.

 

O que é ser vegano?

A hora da verdade! para entendermos a diferença entre vegano e vegetariano, precismos entender cada um com clareza.

Vegano é aquele que exclui da sua vidas TODAS as formas de exploração animal, portanto, as atitudes de um vegano vão além das escolhas alimentares. Não compram nada de origem animal como couro, lã, travesseiros feitos de penas, maquiagem e cosméticos convencionais, itens que são testados em animais, por exemplo. Veganos também não frequentam lugares onde há exploração de bichos, como é o caso de zoológicos.

Você está correto ao entender que veganos não comem carne, leite e ovos. Mas também não comem mel, corantes de origem animal, chicletes, gelatina e tantas outras coisas que tem ingredientes animais que a gente nem imagina que são usados.

diferenca-entre-vegano-e-vegetariano o que é ser vegano

Quando começamos a estudar sobre isso e entender o quanto os animais são explorados, ficamos chocados ao ver como a indústria usa ingredientes vindos da pele, dos ossos, dos ovos, das juntas, de músculos e até de escamas.

Precisa disso? Em 2018, com tanta tecnologia, a resposta é não!

Quer entender melhor? Recomendo os seguintes posts aqui do blog:

Guia da Maquiagem Vegana: 15 top marcas e tudo sobre testes em animais

Sapatos Veganos: Guia Das Marcas Sem Couro

O veganismo como movimento: a origem

O termo vegan (vegano em inglês) é recente, surgido em 1944, após participantes da Vegetarian Society discordarem de pontos desse movimento, se desafiliarem dele e planejarem a Vegan Society.

A ideia do termo vegan veio do ativista inglês Donald Watson, que nos anos 70 conseguiu estabelecer a Vegan Society, instituição criada para divulgar o veganismo pelo mundo.

Veganismo David Watson

O criador da Vegan Society: David Watson (1905-2010)

Saiba mais sobre a Vegan Society.

Nessa linha, a palavra veganismo é o que designa o movimento de luta contra a exploração animal. Então, veganismo pode ser entendido como uma causa.

Outras vertentes similares: flexitarianos, plant-based e crudívoros

Quanto mais estudo, mas vejo que o ser humano vai criando coisas e ramificações para elas 😂 Essas divisões também ocorrem quanto ao ser vegano.

Tem 3 termos que estão bastante em alta e que não necessariamente classificam quem os recebe como veganos. São eles:

Flexitarianos

Tenho visto muito sobre esse termo lá fora, mas acredito que logo ele chega no Brasil!

Flexitarianos são as pessoas que conseguem ter uma alimentação vegana a maior parte do tempo, mas abrem exceções caso sintam muita vontade de comer algo ou quando estão em situações onde uma alimentação sem ingredientes de origem animal não é possível.

Ao viajar, ter uma alimentação vegana não é tão simples, como já contei no texto sobre restaurantes veganos em Madri. Em alguns locais, como o Alaska e em outras regiões muito frias, a alimentação é baseada no que os bichos oferecem, afinal, nesse tipo de clima não há variedade de vegetais crescendo.

Óbvio que ninguém precisa ser nomeado “flexitariano” (ou vegano ou vegetariano, são só rótulos), mas é uma forma muito honesta de contribuir com o planeta. Por que, convenhamos, mudar a alimentação não é nada fácil. Se fosse assim, ninguém teria problemas de peso, de energia e de saúde.

Então, se você é do tipo que tem receio de se comprometer com ser vegano, mas sabe do impacto positivo dessa escolha, vá aos poucos! Permita-se ser vegano sempre que possível!

Plant-based

Esse termo inglês que significa “à base de plantas” não designa pessoas, mas uma forma de se alimentar.

Quem segue uma alimentação plant-based prioriza os vegetais na alimentação. Assim, tem uma dieta à base de plantas não come nada de origem animal e se alimenta de forma muito saudável. Só que essa pessoa só será considerada vegana “como diz a regra” se ela também excluir da sua vida as outras formas de exploração animal, como as que citei no tópico sobre o que é ser vegano.

Também é importante frisar que nem todo vegano tem uma alimentação plant-based, por isso essa divisão.

Muitos veganos, mesmo excluindo os ingredientes animais, podem se alimentar de comida industrializada! Oreo, refrigerante, pão, sucos de caixinha e salgadinhos veganos são só alguns exemplos de alimentos que levam muito açúcar, corante, gorduras e não têm nada de frutas, verduras e grãos.

Crudívoros

A alimentação crudívora está contida na alimentação plant-based.

Crudívoros são aqueles que só comem vegetais crus. A alimentação é vegana, porém apenas serão veganos se também não consumirem nada que explore animais.

O crudivorismo têm sido estudado desde a década de 80 nos Estados Unidos e é cada vez mais comum como estratégia para emagrecer. Essa linha alimentar explica que o alimento do homem são aqueles que ele pode alcançar e comer de imediato, sem precisar preparar, como é o caso de frutas e verduras.

Mas um ponto que é totalmente verdadeiro e justifica a alimentação crudívora, é que sem o aquecimento, os nutrientes dos vegetais são preservados, o que faz do alimento cru a opção mais saudável.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Uma publicação compartilhada por Sustentabilidade na Prática (@bistroveg) em

 

O que é ser vegetariano?

Eu também considerava vegetariano todos aqueles que excluíam qualquer tipo de carne da alimentação. Mas é só analisarmos a palavra para notar que vegetariano diz respeito àqueles que comem vegetais.

Foi por isso que o termo vegetariano ganhou ramificações, que não se popularizaram, mas existem:

  • ovolactovegetariano: vegetariano que inclui ovos, leite e derivados na alimentação;
  • ovovegetariano: vegetariano que inclui ovos na alimentação;
  • lactovegetariano: vegetariano que inclui leite e derivados na alimentação.

Como quem manda na língua são as pessoas e o termo vegetariano e suas variações nunca foram devidamente usados, atualmente se usa o termo “vegetariano estrito” para denominar quem são os “verdadeiros vegetarianos”, que é quem não come nada de origem animal.

Note que a Sociedade Vegetariana Brasileira prega o veganismo em todas as suas campanhas, inclusive na Segunda sem Carne.

Isso mesmo! Como notou,  o que maioria pensa que é vegano, na verdade é vegetariano. E o vegano é o vegetariano que, além de evitar a exploração animal na alimentação, também evita ela em outras fontes como nas roupas, cosméticos e no uso diário.

via GIPHY

 

A diferença entre vegano e vegetariano

Resumão para quem está com pressa!

O vegano não consome nada que inclua algum tipo de exploração animal para ser produzido. Isso significa excluir itens da alimentação como carne, leite, ovos e mel, bem como não ir a locais como zoológicos e circos, além de não usar cosméticos e produtos com matéria-prima animal ou testados em animais.

O vegetariano estrito é quem não explora animais para se alimentar, excluindo carne, leite, ovos e mel da alimentação. Apesar de vegetariano ser o termo popularmente usado para quem exclui apenas a carne da alimentação, isso não é semanticamente correto.

Portanto, vegano é quem quer excluir toda a exploração animal possível e o vegetariano  é aquele que exclui a exploração animal nas escolhas alimentares.

 

Uma reflexão sobre nomenclatura

Como não como carne desde a infância (você pode ler mais sobre isso aqui), nunca gostei de ser a diferente e de ser sempre importunada na hora de comer com a pergunta “você é vegetariana”?

Essa pergunta sobre o que eu sou ainda é frequente, mas como contei ao abrir o texto, hoje ouço mais o “mas você é vegana ou vegetariana?”.

Sinceramente, eu vejo isso de nomenclatura  como mais um rótulo apenas! O que importa é o que sabemos e fazemos de fato. Rotular só cria caixinhas para jogarmos as pessoas, criarmos grupos e conflitos do tipo “você não é parte disso queridinho”.

Também acho negativo o fato de parecer que para alguém excluir ingredientes animais da alimentação é preciso se transformar, não podendo nunca “errar” na hora de comer.

Entendo que a palavra “vegano”, seja útil para encontrarmos as coisas: restaurantes que oferecem opção vegana, roupas veganas, comida vegana, marcas veganas e qualquer outro produto sem origem de ingredientes ou testes em animais. Mas acredito que seria mais fácil trazer as pessoas para essa causa se houvessem menos rótulos e regras definidas.

Você precisa fazer de coração 💚 porque acredita e sabe dos impactos do consumo consciente no que diz respeito à exploração animal. Assim, você exclui a exploração animal da sua vida ao máximo onde é possível mexer agora.

E não desista se falhar! As pessoas erram, mas quase ninguém conta sobre isso.

Então faça o que te toca independentemente de querer ser vegano, vegetariano, alguma das variações de vegetariano, flexitariano, crudívoro ou plant-based. Pense em como excluir a exploração animal ao máximo da sua vida!

 

Facebook Comments

veja também

O que achou? Deixe seu comentário