Home Meio ambienteNegócios O passo-a-passo para oferecer opção vegana no seu restaurante

O passo-a-passo para oferecer opção vegana no seu restaurante

Escrito por Ludmila Alves 11 de setembro de 2018
O passo-a-passo para oferecer opção vegana no seu restaurante

“Oi! Tem alguma opção vegana aqui? Não? Então, obrigada e tchau!”

Se você tem ou trabalha em um restaurante que não oferece nada para quem não come carne, leite e ovos, deve ouvir essa pergunta com cada vez mais frequência, certo?

A pesquisa mais recente feita pelo IBOPE para a Sociedade Vegetariana Brasileira sobre o tema, aponta que 14% dos brasileiros se declaram vegetarianos. É muita gente!

Outro dado interessante é que se produtos tivessem a indicação vegana clara, as pessoas consumiriam eles com mais frequência, independemente de serem veganas ou não.

Tudo isso mostra que um estabelecimento que fornece opções veganas e deixa isso nítido para os potenciais clientes só tem a ganhar. Serão mais clientes a um custo menor, acredite!

O número de vegetarianos não para de crescer, seu concorrente oferece uma opção para esse público e certamente alguém que foi no seu estabelecimento já perguntou sobre isso. O que você está esperando para incluir pratos vegan-friendly no seu cardápio?

Se as desculpas eram “não sei o que eles comem” ou “não sei como fazer”, seus problemas acabaram! Criei um guia bem didático e prático para que qualquer comércio tenha opções veganas disponíveis.

Você pode clicar em qualquer uma das opções para ir direto até o tópico.

 

O que é uma opção vegana?

Opção vegana é aquela que não leva:

  • carne (nem peixe e nem frutos do mar),
  • leite e qualquer um de seus derivados (incluindo manteiga e ghee)
  • ovos
  • mel
  • corantes de origem animal como a conchinilha
  • produtos vindos de animais como a gelatina

E, sim, esses ingredientes estão presentes em quase tudo o que é preparado para qualquer refeição!

Mas proponho que, em vez de acreditar que não há o que oferecer aos veganos, você se questione. Por que os alimentos estão cheios de ingredientes de origem animal? Por que não temos a couve, o limão, o brócolis e o feijão, por exemplo, presentes em mais receitas?

Infelizmente, os vegetais, naturais e cheios de benefícios maravilhosos para a nossa saúde, não são tão lucrativos para a economia. Colocar a carne como artigo indispensável e adicionar leite em todas as receitas não tem a ver com a nossa saúde, mas sim com uma indústria subsidiada.

Leia também: “12 motivos para não tomar leite de vaca

Portanto, olhe a causa vegana como oportunidade de servir a novos valores também. Pense em incluir! E, claro, seu restaurante terá apenas benefícios, já que a consequência serão mais clientes.

 

Benefícios em oferecer opções veganas no seu restaurante

Vamos falar de negócios?

Oferecer opções veganas no seu restaurante é algo positivo em 3 pontos:

#1 Aumente o número de clientes (e tenha mais lucro)

Restaurantes precisam de clientes para garantir a lucratividade, certo? Então, saiba que quando seu estabelecimento não oferece uma opção vegana, você perde clientes veganos e também os clientes onívoros.

Olha esse exemplo da vida real: meu namorado come carne, então todo restaurante vai ter opções que ele gosta. Mas a gente já deixou de ir em vários lugares porque nenhum tem opção pra mim ou porque não houve boa vontade para adaptar.

Portanto, restaurante que tem pratos sem ingredientes de origem animal lucra mais!

#2 Economize nas compras de alimentos

O que é trivial, o arroz, feijão, couve, mandioca, ou seja, legumes e verduras populares, sempre serão mais baratos do que qualquer corte de carne.

Criando pratos com essas opções vegetais que são simples é possível ter combinações nutritivas, acessíveis e que não pesam na conta do restaurante.

E se no seu estabelecimento tiver espaço para uma hortinha, vai ter mais economia financeira ainda! Pense nisso.

#3 Contribua com o meio ambiente

É muito importante que todos nos lembremos que estamos construindo uma relação com o mundo hoje e o que fizermos vai deixar algo para as gerações futuras, de pessoas e de animais também.

Nesse sentido, a redução do consumo de carne, leite e ovos tem vários impactos ambientais positivos. Menos derivados de origem animal consumidos representam menor necessidade de desmatar nossas florestas para colocar pastagens ou plantações que servirão de alimento somente aos animais da criação.

Além disso, toda a água usada para manter os animais pode ser economizada e servir às pessoas. Dados de 2016, apontam que ⅓ da água doce do mundo é usada na pecuária. É muita coisa!

Esse são os impactos mais notáveis e se você quer saber mais sobre a relação veganismo e meio ambiente, recomendo que assista alguns documentários veganos da nossa lista!

É incrível perceber que com uma simples mudança, é possível atrair mais clientes, ter mais rentabilidade do negócio e ainda contribuir para o bem do planeta!

 

Como oferecer opção vegana: ações práticas

Entendo quem está à frente de um restaurante e diz “nossa, mas eu não sei o que oferecer pra esse público”, afinal, o veganismo começou a crescer por aqui não faz muito tempo.

Mas sem problemas! Vou deixar bem claro agora o que deve ser feito e o que é preciso para um restaurante atrair e conquistar veganos ou simpatizantes da causa.

Esteja disposto a adaptar

Não sabe por onde começar? Atenda o cliente vegano pedindo ajuda para que ele diga o que o restaurante pode fazer.

E, acredite, para um vegano isso não é incômodo. Faz parte da rotina!

Pense que se tem um insumo, você pode adaptar a qualquer momento. E quem me disse isso foi um dono de restaurante. 😊

Portanto, avise aos seus funcionários, garçons ou quem fica no balcão, que eles têm liberdade de pedir à cozinha pratos modificados como “o prato executivo do dia sem carne com um extra de feijão”.

Aqui também é importante saber quais os ingredientes que vão em cada acompanhamento. Quem está procurando opções veganas não vai querer os legumes na manteiga, nem uma tortinha de espinafre que leve ovo.

Então, treine sua equipe para que eles ajudem o cliente nesse sentido.

Veja também o Guia de Restaurantes Veganos de BH, onde muitos dos estabelecimentos não são 100% veganos, mas oferecem boas opções adaptadas. Na dúvida, se inspire!

Mais feijões, por favor!

Eu defendo que todos devem ter à disposição comida de verdade, saudável e equilibrada!

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Uma publicação compartilhada por Sustentabilidade na Prática (@bistroveg) em


As leguminosas (incluindo feijões, lentilhas, grão-de-bico, ervilha e amendoim) são a melhor fonte de ferro e proteína vegetal disponível na natureza. Além disso, são alimentos acessíveis: fáceis de encontrar e a um bom preço!

A partir dos feijões e seus primos, é possível criar pratos com esses alimentos cozidos com legumes, em forma de hambúrguer, falafel de grão-de-bico, pastas, recheio de salgados e bolinhos em geral, por exemplo.

Especialmente os feijões e o grão-de-bico cozidos são fáceis de serem amassados e ficarem como uma massinha, o que permite o restaurante fazer massas e bolinhos com facilidade.

Use muitos legumes

Berinjela, abobrinha, batatas, cogumelos, tomates, cenoura, pimentão, cebolas e todas as outras opções da natureza podem ser grelhadas, assadas no forno com azeite ou irem para frigideira. E fica sempre bem bom!

A partir disso, você tem uma base para usar em tudo: como recheio de tapiocas, panquecas (sem leite e sem ovos, por favor) e sanduíches, acompanhamentos, entradas, como o sabor principal do risoto, com massa e mais o que o chef do restaurante conseguir criar.

Crie um prato executivo vegano

Comida vegana é completamente acessível e ninguém precisa necessariamente substituir a carne, desde que os nutrientes essenciais estejam no prato.

Por isso, você pode ter uma versão de prato executivo usando tudo o que tem no restaurante. Veja esses exemplos que simples:

  • arroz, o dobro de feijão, salada e batata frita;
  • feijão com legumes assados e salada;
  • arroz com lentilha e legumes assados;
  • grão-de-bico com purê de batata;
  • lasanha de berinjela, abobrinha e tomate;
  • sopa de lentilha e legumes;
  • moqueca de palmito;
  • purê de mandioquinha com arroz com legumes;
  • cogumelos salteados;
  • risoto no azeite com cogumelos, tomatinhos e manjericão.

Como comentei, sempre dá pra adaptar! Mas só de seu restaurante comunicar que tem prato feito especialmente para quem procura opções veganas, mais pessoas com essas necessidades irão.

Afinal, é mais cômodo ir comer onde há certeza que haverão pratos sem ingredientes de origem animal.

Destaque no cardápio

No seu restaurante tem opções veganas ou adaptadas? Por favor, escreva isso no cardápio ou, pelo menos, deixe visível e claro em algum lugar!

Além de uma excelente estratégia de comunicação, esse destaque facilita a escolha para quem é vegano e ainda economiza o tempo dos seus garçons.

O ideal é destacar parte do cardápio com “opções veganas” ou criar um ícone que ficará ao lado do nome dos pratos. Fazer isso de forma visual ajuda na rápida identificação.

Aí todo mundo fica feliz. 😊

Cadastre seu restaurante em alguma lista de restaurantes veganos

Quem é vegano ou tem uma restrição alimentar sempre pesquisa antes de ir a algum lugar.

Portanto, pedir para incluir seu estabelecimento em listas de locais veganos na sua cidade e em sites como o Tripadvisor e o HappyCow vai ajudar pessoas a te encontrarem.

Vamos combinar: é uma excelente forma de atrair clientes!

Use tofu, tempeh e carnes fakes se possível

Deixei essa dica por último porque ela não é essencial, porém é um diferencial.

Muitas pessoas já sabem que o consumo de carne da população é muito alto, não é sustentável e agride a natureza e os animais. Então, elas querem reduzir o consumo de ingredientes de origem animal, porém não querem abrir mão do sabor.

Esse público faz questão dos substitutos!

Da lista, o tofu é o mais acessível e o mais versátil. É só deixá-lo marinando em temperos simples que ele fica incrível. E dá para assar, grelhar, fritar, além de servir bem em ricotas e cremes.

Tempeh, um fermentado da soja, e as carnes fakes, que costumam levar soja e glúten, são encontrados nos mercadinhos veganos. Se você está realmente focado em atrair o público vegano, é recomendado investir nesses ingredientes para compor seus pratos.

Mas quero que fique claro que isso não é essencial! Que qualquer restaurante tem condições de oferecer comida vegana saborosa, saudável e acessível.

 

Seu restaurante pronto para oferecer opção vegana!

Além de fazer pessoas felizes, tirar ingredientes de origem animal é excelente para o planeta! Olha o bem que seu estabelecimento estará fazendo!

Mais do que crueldade, a pecuária extensiva significa animais ocupando o espaço de florestas, consumindo muito água e exigindo a necessidade de grandes plantações que também consomem espaço e água que poderiam ser utilizados para florestas e plantio de alimentos vegetais.

Teríamos bem mais alimento saudável disponível e menos danos ambientais, já que os animais ocupam mais espaço que seu cercado porque exigem muitos recursos para crescer.

Por isso, se você foi tocado por essa necessidade, ofereça opções veganas! Abra sua cabeça e seu coração e contribua para um mundo de mais respeito e empatia.

Facebook Comments

veja também

O que achou? Deixe seu comentário